PDT oficializa apoio ao grupo da oposição

Em sua sede, o partido realizou, nesta quarta-feira, sua pré-convenção

“Esta é uma noite grandiosa, e lá de cima nos contemplam grandes homens que já passaram por este partido. E é em memória destes importantes nomes, que permanecemos motivados nesta caminhada. Muitos acharam que a política atrasada do Maranhão iria comprar a bandeira do PDT, mas este partido, que nunca se curvou à oligarquia, demonstrou, mais uma vez, que acima do dinheiro, está o princípio, as ideologias e a luta em prol do povo”: com estas palavras, o pré-candidato ao governo do estado, Flávio Dino, recebeu ontem (18) a reafirmação do apoio político do PDT/MA ao grupo da oposição no estado, em pré-convenção realizada na sede da sigla.

Pré-Convenção PDT MA

O evento contou com a participação de muitos nomes da política maranhense que integram o chamado Partido do Maranhão, do grupo da oposição, e foi marcado pela presença do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e do presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, que vieram ao estado para oficializar esta união.

Para Carlos Lupi, manter o apoio ao grupo da oposição é reafirmar toda a história de luta que o PDT travou durante décadas no estado. “O Maranhão é o único estado da federação onde uma família impera e dá nome a tudo. O PDT quer continuar a ser instrumento de mudança, de transformação, como comandado bravamente pelo saudoso Jackson Lago. Dino virou a esperança para a libertação do povo maranhense”, afirmou.

Discurso Presidente nacional do PDT_Lupi

O presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, ressaltou a importância política e a dimensão do PDT no âmbito nacional e no Maranhão. “Só um partido com esta estatura poderia lutar contra uma oligarquia. Esta aliança é a pedra de toque desta união chamada Partido do Maranhão. Flávio Dino não poderia ficar sem o apoio do PDT, que tem uma grande trajetória e é coerente com suas convicções”, disse.

A pré-convenção do partido foi marcada por manifestações culturais, que animaram mais ainda as centenas de pessoas presentes na sede do PDT. Em um discurso emocionado, o presidente da sigla em São Luís, o deputado federal Weverton Rocha, destacou todas as lutas e os ataques sofridos pelo partido por ter sempre permanecido no campo da oposição. “Sabemos o valor de cada passo por termos chegado até aqui, porque cada momento foi de luta. Nossa posição é e sempre foi na trincheira, lutando por cada maranhense que vive o desprezo de um sistema político ultrapassado que comanda este estado. Aqui só tem um candidato, que é o Partido do Maranhão”, declarou.

Pre convenção

Relembrando alguns ataques sofridos pelo partido, o presidente estadual da sigla, Julião Amim, reafirmou: “Quem conhece nossa história e o que enfrentamos sabe que vergonha para nós seria se o PDT fosse de encontro a sua história e passasse para o lado de lá. Este sim seria motivo para o povo maranhense nos condenar e nós nos sentirmos humilhados”, concluiu.

Participaram do momento, também, Edson Vidigal, Deoclides Macedo, Carlinhos Amorim, Valéria Macedo, Márcio Honaiser, Chico Leitoa, Raimundo Penha, Roberto Rocha, Eliziane Gama, Carlos Brandão, Dutra, Professora Berenice, Márcio Jardim, entre grandes nomes que compõem o grupo da oposição no estado.