Deputado Weverton indica educadora de Pedreiras para concorrer ao prêmio Darcy Ribeiro

A educadora e empresária maranhense Aldenôra Veloso Medeiros, recebeu indicação do deputado federal Weverton Rocha (PDT) para concorrer ao prêmio Darcy Ribeiro de Educação, promovido pela Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

O Prêmio foi criado para contemplar pessoas ou entidades cujos trabalhos ou ações mereceram destaque especial na defesa e na promoção da educação brasileira. Na escolha dos agraciados, a Comissão de Educação considera critérios de originalidade, vulto ou caráter exemplar das ações educativas desenvolvidas.

Aldenora VelosoPara o deputado Weverton, Aldenôra é merecedora do prêmio, pois transformou a realidade sócio educacional do município de Pedreiras.

“Graças ao espírito empreendedor de Aldenôra, a Faculdade de Educação São Francisco (FAESF) tornou-se, em menos de 10 anos, um dos maiores centros de ensino superior do Maranhão e da Região Nordeste disponibilizando, atualmente, 10 cursos de graduação e 21 de especialização latu sensu. Por consolidar o sonho de milhares de pedreirenses, julgamos que a indicada é merecedora do prêmio Darcy Ribeiro, edição 2016”, ressaltou.

Os nomes dos três finalistas serão divulgados em 22 de junho. A cerimônia de entrega do prêmio está prevista para o dia 22 de novembro.

PERFIL DE ALDENÔRA VELOSO MEDEIROS

Natural de Pedreiras, Aldenôra dedicou sua vida à educação. No município, alfabetizou-se e cursou também o ginasial. Aos 14 anos de idade, tornou-se professora alfabetizadora. Após concluir o curso normal na capital maranhense, retorna à cidade natal para fundar, em uma casa simples que pertencia a sua mãe, o Educandário São Francisco.

Em 1964, lecionou na rede estadual e exerceu também a função de diretora nas escolas Palmirinha e no Centro de Ensino Professora Socorro Cantanhede (CAIC). Seis anos depois, o Educandário São Francisco passa a oferecer o ginasial. Em um curto espaço de tempo, Aldenôra implementa o ensino de segundo grau com os cursos profissionalizantes de técnico em contabilidade, magistério das séries iniciais, e oferece à comunidade o curso de estudos adicionais.

Já licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e especialista em Português pela Universidade Federal do Pará (UFPA), Aldenôra viu-se, por força de mudanças na legislação educacional, no dever de transformar o então Ginásio São Francisco em Colégio São Francisco.

Na década de 90, a professora, com um grupo de ex-alunos, professores e comunidade, cria um movimento para a implantação do curso de Pedagogia, no município de Pedreiras. Foram longos dez anos de insistência para, em 2000, conseguir autorização do MEC para o curso de Pedagogia, com habilitação em Administração Escolar e Magistério das Disciplinas Pedagógicas. Com a implantação da turma pioneira de Pedagogia, Aldenôra funda oficialmente a Faculdade de Educação São Francisco (FAESF).