Em virtude dos últimos ataques a transportes coletivos na região metropolitana, o líder do PDT na Câmara Federal, deputado Weverton Rocha, defendeu, no plenário, a necessidade de penas mais rígidas para quem ateia fogo em ônibus.

Weverton apresentou destaque ao Projeto de Lei 2016/15, com o objetivo de caracterizar terrorismo o ato de incendiar, depredar, saquear, destruir ou explodir meios de transporte ou qualquer bem público ou privado.

O destaque que já havia sido vetado pelo Executivo, foi mantido pelo Congresso, na noite do último dia 24. Porém, na ocasião os partidos que compõem o novo governo se comprometeram a discutir um projeto de lei específico para esse tipo de crime.

“Precisamos de penas mais duras para quem comete esse tipo de ato irresponsável e injustificável, que atenta contra a vida do cidadão de bem e a rotina e mobilidade da cidade. Iremos cobrar e acompanhar o andamento deste projeto de lei”, destacou o parlamentar maranhense.