Biografia

Weverton Rocha Marques de Sousa, conhecido publicamente como Weverton, nasceu em Imperatriz, Maranhão, no dia 8 de outubro de 1979. Filiado ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), desde jovem luta em busca de verdadeiras melhorias para o povo do seu estado.

É senador pelo Maranhão, líder da bancada do PDT no Senado, segundo suplente da Mesa Diretora, membro da Executiva Nacional do Partido e presidente do PDT Maranhão.

A militância estudantil

Ainda cedo Weverton teve interesse na participação na política e nas causas sociais, principalmente aquelas voltadas para a juventude. É filiado ao PDT desde os 16 anos, onde iniciou sua caminhada na Juventude Socialista do partido. Já no ensino médio, foi eleito presidente do Grêmio Estudantil da escola onde estudava e presidente da UMES (União Maranhense de Estudantes Secundaristas).

Foi o único membro nordestino a participar como delegado da OCLAE (Organização Continental Latino Americana e Caribenha de Estudantes) – isso porque também era membro da UBES (União Brasileira de Estudantes Secundaristas).

Graduou-se em Administração pela Faculdade São Luís, onde atuou no movimento estudantil, sendo eleito dirigente da UNE (União Nacional dos Estudantes) e presidente nacional da Juventude Socialista do PDT.

Em 2007, tornou-se o mais jovem secretário estadual do Brasil, assumindo a pasta de Esporte e Juventude do Maranhão, durante o governo de Jackson Lago.

A trajetória

Até chegar onde está hoje, Weverton Rocha trilhou uma caminhada de muito trabalho e dedicação, em diversos cargos:

  • 2000– Assessor especial da Prefeitura de São Luís;
  • 2007– Secretário Estadual de Esporte e Juventude do Maranhão;
  • 2009 – Assessor especial do Ministério do Trabalho e Emprego;
  • 2010 – Primeira candidatura a Deputado Federal, tornando-se suplente;
  • 2012 – Tornou-se Deputado Federal definitivamente;
  • 2014 – Foi reeleito Deputado Federal;
  • 2018 – Foi eleito o Senador mais bem votado da história do Maranhão, com quase 2 milhões de votos.

Na Câmara dos Deputados

Na primeira candidatura a deputado federal, Weverton obteve 47.130 votos e tornou-se suplente em 2010. Foi, então, nomeado Secretário Geral do PDT e voltou a atuar como Assessor Especial junto ao Ministro do Trabalho, Carlos Lupi.

Em 2011, assumiu uma cadeira na Câmara Federal, ainda como suplente. Mas logo depois, em 2012, tornou-se Deputado Federal definitivamente, quando o Deputado Edivaldo Holanda Júnior foi eleito prefeito de São Luís.

Em 2014, tendo seu trabalho reconhecido, foi reeleito com 81 mil votos, iniciando seu novo mandato em 2015. No segundo mandato, foi líder do partido na Câmara dos Deputados, em 2016 e 2017, e em 2018 foi escolhido como líder da Minoria, bancada dos deputados dos partidos – PDT, PSB, PT, PCdoB e PSOL – que faziam oposição ao presidente Michel Temer.

Como líder, teve uma ação marcada pela defesa dos trabalhadores. Votou contra o impeachment de Dilma Rousseff e também atuou contra a aprovação da “PEC dos Gastos Públicos”, que restringiria gastos para a saúde e educação. Colocou-se também contra a Reforma Trabalhista e contra a Reforma da Previdência, da forma como foi proposta pelo presidente Temer.

Destaque no Congresso

Weverton foi o único deputado maranhense a ser indicado pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) por quatro anos consecutivos – 2015, 2016, 2017 e 2018 – como um dos 100 parlamentares mais influentes do Congresso Nacional, na publicação “Os 100 Cabeças do Congresso”.

Em 2018, também foi considerado o segundo melhor deputado no e-ranking Cidadão, do Laboratório de Estudos Político-Sociais (LABEP), em estudo que avaliou os 513 deputados federais e 81 senadores, usando como principal critério o engajamento em projetos que eram de interesse da sociedade.

O Senado

Em 2018, Weverton foi eleito senador pelo Maranhão com 1.997.443 votos, a maior votação para o cargo da história do estado. Tomou posse em 1º de fevereiro de 2019, foi escolhido como líder da Bancada do PDT no Senado e eleito segundo suplente na Mesa Diretora do Senado.

Os projetos

Durante todo este tempo de luta pelas causas sociais, que vem desde a sua adolescência, Weverton vem buscando melhoria em diversos âmbitos.

Como Deputado, fez emendas ao Orçamento da União, destinando 30 kits para funcionamento dos Conselhos Tutelares, órgão de proteção à infância e juventude, compostos de carros, computadores, impressor, geladeira e bebedouro; 43 kits agrícolas para apoiar pequenos produtores; além de recursos para pavimentação, estradas vicinais, construção de quadras de esporte e para a saúde.

Em 2018, destinou todas as suas emendas individuais ao Orçamento da União (OGU), mais de R$ 14 milhões, para a manutenção da saúde nos municípios maranhenses.

Em 2019, destinou 50% de suas emendas ao OGU para o custeio de saúde nos municípios e no Hospital do Câncer Aldenora Belo e os demais 50% para educação, esporte, infraestrutura e assistência social.

Como deputado apresentou uma média de 58 proposições por ano e 18 delas se tornaram lei, inclusive a que agrava a pena para quem comete feminicídio contra menores de idade, mulheres com deficiência e idosas; na presença física ou virtual de ascendentes e descendentes; e em cumprimentos de medidas protetivas.