Melhorar as condições das rodovias federais no Maranhão vem sendo uma luta árdua da bancada federal maranhense. Ano após ano, individualmente ou em grupo, nós parlamentares temos ido ao Ministério da Infraestrutura pedir para que trechos sejam recuperados e obras sejam concluídas. Infelizmente, os últimos governos não tem compreendido que o investimento na infraestrutura rodoviária é essencial para o desenvolvimento regional.

Em 2019, por exemplo, a bancada destinou R$ 480 milhões do Orçamento da União para obras em rodovias federais maranhenses. A maior parte desse valor foi contingenciada. Para 2020, estão sendo destinados mais R$ 183 milhões. E individualmente destinei mais cerca de R$ 3,5 milhões para estradas municipais.

O objetivo é garantir pelo menos os estudos e projetos para intervenções importantes, como as duplicações dos trechos entre Imperatriz e Açailândia e entre Caxias e Timon, e a continuidade de obras já iniciadas, mas que não andam, como a duplicação da BR -135, entre Bacabeira e Entroncamento, além da recuperação de pequenos trechos municipais.

São investimentos necessários, que pouparão vidas valiosas e garantirão algum conforto para o deslocamento das pessoas.
Mas a manutenção e recuperação de estradas tem um aspecto econômico fundamental, que também precisa ser considerado.
No Brasil, cerca de 60% do transporte de cargas é feito via rodoviária. Ter estradas viáveis e seguras é garantir escoamento para produção. O contrário disso é condenar as regiões ao isolamento e castigar os produtores com o encarecimento dos seus produtos. Se isso já é ruim para os grandes produtores, o efeito sobre os pequenos, que não têm volume para negociar preço de carga, é arrasador.

Os investimentos na infraestrutura viária têm caído drasticamente desde o início dos anos 2000. É preciso reverter essa tendência, a partir da compreensão de que as estradas necessitam de uma atenção especial, como meio de estimular o desenvolvimento e o mercado local, principalmente nas regiões mais pobres e, hoje, menos rentáveis.

No Maranhão, vejo um povo trabalhador e um estado com grande potencial econômico, que pode crescer muito se tiver as condições adequadas, inclusive estradas boas e seguras. Como senador, vou continuar lutando para que essas condições existam e para que nossas estradas possam ser compatíveis com o crescimento econômico que queremos alcançar.

Weverton, senador e líder do PDT no Senado