Weverton vota a favor da PEC que reduz idade para candidatos a senador, deputado e governador

O deputado federal Weverton Rocha (PDT) votou, nesta quinta-feira, 11, como parte das votações da reforma política, pela aprovação do projeto da redução da idade mínima para candidatos a senador (de 35 para 29 anos); deputado federal ou estadual (de 21 para 18 anos); e governador (de 30 para 29 anos). O parlamentar justificou o voto, parafraseando o saudoso militante do PDT, Neiva Moreira: É mais fácil tratar com um jovem de 60 do que com um velho de 20.

Plenario 1106

A Câmara aprovou a proposta que terá de passar por um segundo turno de votação na Casa e por mais dois turnos no Senado, por se tratar de emenda que altera a Constituição.

Ainda em seu discurso na tribuna, Weverton aproveitou a oportunidade para pedir aos parlamentares uma força conjunta para a continuidade de discussão sobre a maioridade penal. Para o pedetista é necessário a realização de mais debates, que visem analisar as consequências da redução da maioridade penal, sem deixar posições partidárias influenciarem.

“O PDT tem acompanhado com responsabilidade esse debate. Aqui não é ala para derrubar projeto do PT ou de qualquer outro partido. A tese da maioridade penal não é do PT, é uma tese do Congresso e da sociedade brasileira. Não podemos partir para este debate raso, do contrário não conseguiremos a solução esperada pelo povo brasileiro, de diminuir os índices de violência e acabar com a impunidade”, disse Weverton.

Weverton defendeu novamente a alteração do artigo 121 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) com punições mais duras aos menores infratores. “Vamos lutar para mudar o ECA e não aprovar a PEC 171/93”, concluiu o parlamentar.

Assista na íntegra: