Weverton Rocha aprova Audiência Pública sobre demarcação indígena.

O deputado Weverton Rocha fez uso da palavra no plenário da Câmara dos Deputados para elucidar algumas questões quanto à situação da reserva Awá Guajá, amplamente comentado pela matéria da jornalista Miriam Leitão e do fotografo Sebastião Salgado no jornal O Globo dos dias 04 e 05 de agosto, que trata sobre a ação específica de madeireiros ilegais e agentes do governo federal tem entrado em choque, tendo no meio da disputa uma aldeia de índios.

A maior preocupação é a grande operação de expulsão dos não-índios, moradores dos municípios de Centro Novo, Zé Doca, Newton Belo e São João do Caru, e em momento algum tem sido tratado a digna indenização ou realocação dos produtores que possuam termos de posse dos seus terrenos anteriores a criação da reserva.

“São produtores de farinha, de feijão que tiram dessas pequenas produções sua subsistência. Cerca de 6 mil brasileiros que estão sendo tratadas como bandidos e serão retiradas da reservas e não tem para onde ir”, reforçou Rocha.

O deputado aprovou a realização de uma Audiência Pública pelo requerimento nº 346 da Comissão de Integração Nacional e Desenvolvimento Regional da Amazônia (Cindra) para que sejam tratados a situação dos produtores locais, e também solicitou aos parlamentares uma ampla discussão sobre o tema. Com data prevista para 20 de agosto de 2013.

Confiram a fala na íntegra: