Requerimento de Audiência

O deputado Weverton Rocha (PDT) aprovou, na manhã desta quinta-feira (14), na CPI da Petrobras, requerimento que solicita a realização de uma audiência pública para discutir o impacto do cancelamento da construção das Refinarias Premium I, no Maranhão, e Premium II, no Ceará.

cpi

Foram convidados a participar da audiência, o diretor da área de abastecimento da Petrobras, Jorge Celestino Ramos, o diretor geral da Refinaria Lubrificantes e Derivados do Nordeste – Lubnor, Fábio Lopes de Azevedo, o presidente do Sindipetro CE/PI, Francisco Carlos Oriá Fernandes, o consultor legislativo da Câmara dos Deputados na área de recursos Minerais, Hídricos e Energéticos, Paulo César Ribeiro Lima, e o representante sindical da Sindipetro PA/AM/MA/AP, Ascendino Dias Filho.

Os convidados já foram ouvidos pela Comissão Externa que analisa o caso, mas Weverton justificou a realização de uma nova audiência, desta vez na CPI da Petrobras, para reavaliar a decisão da estatal, que cancelou a construção de duas refinarias no Nordeste. “Será que foi mesmo motivada por fatores econômicos? A Lava Jato e a corrupção na companhia não estariam por trás do cancelamento dos projetos?”, questionou. “Precisamos elucidar os motivos e avaliar o enorme prejuízo causado nos dois estados em função da expectativa criada”, disse o pedetista, ressaltando que a realização de audiência pública é essencial para o esclarecimento das questões levantadas.

A estatal informou no balanço do terceiro trimestre, que as duas refinarias Premium I e II, que não saíram do papel, geraram uma baixa contábil de R$ 2,707 bilhões: R$ 2,111 bilhões da Premium I e R$ 596 milhões, da Premium II.

COMPARTILHAR
Notícia AnteriorCâmara aprova MP 664
Próxima notíciaEducação e Inclusão