Magistrados e Ministério Público do Maranhão se posicionam contra a PEC da Previdência

2138

cafe-da-manha-frentas-contra-a-reforma-da-previdencia-2

Juizes e promotores criaram a FRENTAS (Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público), durante café da manhã nesta segunda-feira (13), para defender os direitos dos segmentos que atuam, e evidenciaram a necessidade do engajamento na ampla discussão de defesa de todas as categorias como: magistrados, promotores e deputados federais.

Os magistrados destacam que sem a pressão da população nas ruas, cidades e estados o texto do governo deverá ser aprovado sem alterações, diminuindo drasticamente a circulação da renda do aposentado rural nos interiores, prejudicando a população com menores condições de vida com o aumento do tempo de trabalho e do tempo de contribuição, evidenciando que a expectativa de vida do brasileiro, principalmente do nordestino, não está sendo levado em conta e é clara a intenção do sistema financeiro de dominar as aposentadorias com as vendas das aposentadorias complementares.

Todos os parlamentares presentes mostraram uma linguagem parecida sobre as formas que o governo federal desembarcou no Congresso Nacional para enquadrar e aprovar a PEC da Previdência sem mudanças. Entendem, que em nada protege e favorece o trabalhador brasileiro. Participaram os deputados federais Rubens Jr. (PCdoB), Weverton Rocha (PDT), Victor Mendes (PSD) e Pedro Fernandes (PTB).