Fala de Weverton foi destaque na Voz do Brasil

Na avaliação de Weverton Rocha, do PDT do Maranhão, o Parlamento perdeu a oportunidade de atender a vontade da população ao rejeitar o encaminhamento para o Supremo Tribunal Federal da denúncia contra o presidente Michel Temer.

O deputado avalia que quem defendeu o impeachment de Dilma Rousseff foi vítima de um estelionato eleitoral que veio acompanhado de leis que, segundo ele, penalizam o trabalhador, como a reforma trabalhista. Para o congressista, o discurso de austeridade da atual gestão não vale para o sistema financeiro e os donos de grandes fortunas.

Weverton Rocha: “Um governo que, ao longo de toda a sua construção política, foi simplesmente atendendo só um lado. O lado do especulador, o lado do banqueiro, o lado de quem tem mais. A prova disso foi a PEC 55, que congelou, sim, o dinheiro da Educação e da Saúde, com o discurso que o governo tinha de austeridade, o discurso que tinha que se organizar, que se gastar menos, e poder gastar só o que se tem. Ao mesmo tempo, o mesmo governo que faz um Refis e todos sabem que foi generoso até demais”.

Para Weverton Rocha, a forma como foi feito o Refis, programa que permite parcelar dívidas de impostos vencidos, beneficia apenas as grandes corporações no País.