DEU NO BLOG – Garantir e ampliar a Ride Grande Teresina, o desafio somente começou

189

bancadaMA-com-Luciano-foto-Fred-Cunha1-2 (2)

Logo no início da semana, para atender solicitação do prefeito de Timon, Luciano Leitoa, deputados federais do Maranhão se deslocaram até a aquela cidade fronteiriça com o Piauí para apoiar o relançamento da Região Integrada de Desenvolvimento (Ride) da Grande Teresina.

A reativação da Ride Grande Teresina tem como objetivo garantir aportes consideráveis de recursos junto á órgãos federais, a exemplo da Codevasf e o Ministério a Integração Nacional.

Os desafios somente começaram.

À margem direita do rio Parnaíba, estão garantidos na Ride:: Altos, Beneditinos, Coivaras, Curralinhos, Demerval Lobão, José de Freitas, Lagoa Alegre, Lagoa do Piauí, Miguel Leão, Monsenhor Gil, Nazaria e União e, claro, a capital Teresina.

Nosso desafio é ampliar os recursos para a Região Integrada e incluir mais municípios do Maranhão. Monsenhor Gil, por exemplo, está localizado a 59km a sudeste de Teresina. Altos, a 40km da capital do Piauí. E Beneditinos, a 92km.

Vamos propor ao ministro Fernando Bezerra, a ampliação da Ride Grande Teresina para o lado maranhense, com a inclusão dos municípios que ficam no raio de 100km, a exemplo de Caxias (68km) e Parnarama (89km).

Também, na mesma proposta, a inclusão dos que estão mais distantes, apenas, porque as estradas foram mal dispostas, é o caso de Matões (112km), São João do Soter (129km) e Codó (169km), entre outros.

Desenvolvimento significa garantia, como fizemos ao participar e apoiar Timon. Mas, também inclusão, com mais cidades do nosso Estado.

No próximo dia 17 de maio, o ministro Fernando Bezerra Coelho estará em Teresina para empossar o Conselho da Ride formado por um representante dos Municípios (Teresina), dos governos do Maranhão e Piauí e ainda dos Ministérios do Desenvolvimento Nacional, Fazenda e Planejamento.

Outro desafio importante é distinguir políticas públicas de política partidária. A primeira dura os quatro anos e a segunda tem sua força maior após as convenções do mês de junho do ano da eleição.

Neste aspecto, é fundamental que a bancada maranhense de deputados federais tenha pautas comuns. Diversas Regiões de Integração foram criadas no País, apenas duas prosperam porque recebem recursos oriundas do Orçamento da União: Entorno de Brasília e Petrolina.

O sucesso destas duas deveu-se à grandeza dos deputados federais do Distrito Federal e de Pernambuco que, apesar da política partidária que os colocavam em lugares opostos, souberam juntar forças para alocar verbas orçamentárias e extraorçamentárias para este tipo de política pública.

Os deputados federais do Maranhão, juntos, somos fortes. Podemos e devemos fazer política pública para minorar o sofrimento da nossa gente.

Quem é vacinado, nada teme deste tipo de aproximação. Estaremos no próximo ano, na mesma estrada cuja pavimentação começou no ano passado.

Por Weverton Rocha*

* Weverton Rocha é administrador com especialização em gestão pública. É deputado federal pelo PDT-MA e membro titular da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional.