“A união do PDT é uma vitória do povo do Maranhão”, afirma Flávio Dino.

A convenção estadual do PDT aconteceu no sábado (14 de setembro) no auditório Fernando Falcão da Assembleia Legislativa do Maranhão. Líderes da juventude da legenda iniciaram o evento que reelegeu Julião Amim para a presidência e o deputado federal Weverton Rocha para a secretaria-geral. O ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo e Chico Leitoa, ex-prefeito de Timon são os vice-presidente.

O deputado federal Weverton Rocha disse que o novo diretório tem o desafio de construir a unidade na prática. “Temos ótimos nome para concorrer ao governo, mas vamos ter em 2014 o segundo turno de 2010 que deixou de acontecer por 0,08% dos votos válidos”.

Weverton lembrou que durante a apuração em 2010, Jackson Lago telefonou para Flávio Dino que despontava como segundo colocado e lhe ofereceu apoio incondicional.

Sobre candidaturas ao senado, Weverton disse que Roberto Rocha representa a melhor opção para o Maranhão pela dinâmica como o processo eleitoral se apresenta.

“A união do PDT é uma vitória do povo do Maranhão”, disse o presidente da Embratur, Flávio Dino. “Não aceitamos mais uma terra de injustiças com um orçamento de mais de 1 bilhão do mês, onde está o resultado, os frutos deste recurso”, questionou.

“Eles somente gastam em duas prioridades, a propaganda e o uso da máquina pública para vencer as eleições. Mas, com o apoio da população vamos vencer”, disse.

“Sou um dos músicos desta orquestra cujo maestro é o povo”, concluiu.

O ministro aposentado do STJ, Edison Vidigal, membro do novo diretório regional, destacou que no próximo dia 25 de setembro será lançado em Imperatriz o livro com as realizações de dois anos do governo do Maranhão.

“Está somente faltando o julgamento de Roseana para finalizar”, disse Vidigal sobre seu livro contando o episódio do golpe judiciário de abril de 2009 que afastou Jackson Lago do Palácio dos Leões, sede do governo do Maranhão.

O prefeito de Timon, Luciano Leitoa (PSB) destacou a importância da unidade dos partidos de oposição para a eleição em 2014 do pré-candidato Flávio Dino, atual presidente da Embratur e líder disparado das pesquisas para o governo do Maranhão.

O presidente do PP, deputado federal Waldir Maranhão lembrou que foi do PDT e que teve sua ficha abonada pelo ex-governador Jackson Lago. “Após votar no segundo turno em Roseana na eleição de 2006 digo que o bom filho à casa retorna e eu e meu partido agora está novamente no campo da oposição, Flávio Dino você será o nosso governador”.

 

 

 

 

O vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha destacou que os partidos de oposição fazem o dever de casa demonstrando união. “Este fato facilita a adesão de novas forças políticas ao projeto de modernização do estado”, lembrou.

“O PDT mandou um recado para todos, um exemplo de unidade”, lembrou Jerry Abrantes, ex-secretário de Transportes e atual assessor da prefeitura São Luís.

No ato político, pela primeira vez em público, o ex-prefeito de Porto Franco, Deocides Macedo, deixou a condição de pré-candidato ao governo e passou a defender o nome de Flávio Dino como candidato único das oposições ao governo. “O PDT pelo exemplo do governo Jackson terá espaço na chapa majoritária, disse.

O empresário Márcio Honaiser, presidente do PDT de Balsas, ex-dirigente nacional da Juventude Socialista disse que todos aqueles que vieram a convenção estão satisfeitos com o resultado da unidade. “Vamos devolver ao Maranhão um governo libertador e construtor dos grandes sonhos”, disse.

Na mesa durante o ato político, do PDT: o presidente estadual da sigla e superintendente Regional do Trabalho e Emprego, Julião Amin; o secretário-geral, deputado federal Weverton Rocha; o vice-presidente Deoclides Macedo; e ainda os dirigentes Chico Leitoa (ex-prefeito de Timon) e Márcio Honaiser. Os deputados estaduais, Carlinhos Amorim e Valéria Macedo. O ministro aposentado do STF, Edson Vidigal e o casal Maria Lúcia e Reginaldo Teles, fundadores da sigla no estado.

Do PSB, os prefeito de Timon, Luciano Leitoa e de Balsas, Rochinha; o ex-governador José Reinaldo Tavares e o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha. Do PT, o deputado estadual Bira do Pindaré. Os deputados federais Waldir Maranhão (PP) e Simplício Araújo (Sem Partido). Do PCdoB, o presidente da Embratur, Flávio Dino; o deputado estadual Rubens Pereira Júnior e o presidente licenciado do PCdoB de São Luís, Márcio Jerry.

Últimos momentos da Convenção: